top of page

Ataque contra Moraes por bloqueios no X partiu de comunidade com alta proporção de contas falsas, aponta relatório

O Globo - 23 de abril de 2024



Estudo do Netlab indica que base que impulsionou posicionamento de Elon Musk contra ministro teve alto grau de compartilhamento se comparado ao grupo que teceu discurso contrário ao dono da rede social


O debate digital entorno do embate entre Elon Musk e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes mobilizou duas principais comunidades, que se diferenciam pelos índices de interações e de uso de robôs.


Com maior proporção de contas consideradas falsas, a base que impulsionou o posicionamento do bilionário contra Moraes teve alto grau de compartilhamento (1,33 conexões por conta). Enquanto isso, o grupo que teceu um discurso contrário ao dono do X (antigo Twitter) é menos denso e engajado (1,19), apresentando, também, uma menor proporção de contas avaliadas como não autenticas.


É o que aponta um novo levantamento do Laboratório de Estudos de Internet e Redes Sociais (Netlab) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que analisou postagens no X entre os dias 8 e 9 de abril. Foram mapeados cerca de 90 mil posts, de modo que 39 mil contas postado conteúdo em inglês e outras 30 mil em português.


Decisões de Moraes para a retirada de perfis estão no centro de um embate com o dono do X, que criticou as determinações e ameaçou descumpri-las. Musk passou a ser alvo de dois inquéritos no STF pelo episódio.


— Desenvolvemos um classificador baseado em inteligência artificial que identifica contas inautênticas. Observamos que Musk usa a plataforma dele para anabolizar o debate desde o primeiro dia do confronto digital com a Justiça brasileira — explica a fundadora e coordenadora do NetLab, Marie Santini.


Santini destaca que, entre as postagens em inglês, cerca de 41% vieram de contas falsas "que estão ali para manipular o debate". No caso dos perfis em português, a proporção de contas inautênticas é de 35%.


— Quando decidiu que iria comprar o Twitter, Musk bateu muito na tecla de que a rede tinha robôs demais, para tentar baixar o valor da compra. O empresário disse que iria eliminar esse cenário, mas não é o que está acontecendo. Obviamente, ele está usando a possibilidade em prol de si, para se promover e avançar suas pautas — avalia a pesquisadora.



Acesse o relatório


Estudo de Caso - Atividade de Perfis Inautênticos no X
.pdf
Fazer download de PDF • 3.46MB


Comments


bottom of page