top of page

Cresce desinformação científica no TikTok

Comunicação Integrada - 26 de outubro de 2023



Conhecido inicialmente pela viralização de ‘dancinhas’ e vídeos curtos de entretenimento, o Tiktok não para de crescer e atingiu, de acordo com a Statista (2023), a marca de 83,3 milhões de usuários brasileiros na plataforma.


Devido ao potencial de entrega direcionada de conteúdo, a rede social tem sido palco de diversas ações entre marcas e criadores.


Em resumo, o algoritmo do TikTok funciona através da análise de dados e comportamentos dos usuários para oferecer conteúdo personalizado e envolvente em seus feeds “Para Você”, com o objetivo de manter os usuários engajados.


O coordenador de projetos do Laboratório de Estudos de Internet e Redes Sociais da UFRJ (Netlab/UFRJ), Bruno Mattos, explica que atualmente, o modelo de negócios das plataformas digitais consiste principalmente na veiculação de publicidade, com lucros que podem ficar inteiramente com estas empresas ou serem parcialmente divididos com seus criadores de conteúdo.


“A ausência de uma moderação efetiva e transparente da publicidade que estas plataformas veiculam deve ser encarada como uma escolha deliberada para não limitar suas receitas. Isso é uma consequência do modelo de autorregulação das plataformas, segundo o qual elas dizem seguir rigorosamente seus próprios termos de uso para garantir que não estão colocando em risco a segurança de seus usuários. No entanto, nossos estudos mostram que, na prática, os termos de uso das plataformas não impedem o impulsionamento de atividades ilícitas e potencialmente criminosas”, destaca.



Comments


bottom of page