top of page

Desinformação, misoginia e fraudes: estudo revela ameaças contra mulheres em plataformas digitais

TV Cultura - 12 de março de 2024



Um estudo inédito realizado pelo Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, em parceria com o NetLab da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), revelou a proliferação de desinformação, misoginia e fraudes direcionadas às mulheres em plataformas digitais.


O levantamento, realizado durante 28 dias entre janeiro e fevereiro, analisou 1.565 anúncios publicitários em plataformas como Facebook, Instagram, Messenger e Audience Network. A luta pela igualdade de gênero e pelo fim da violência contra as mulheres precisa ser travada também no mundo digital.


"É preciso algum tipo de regulamentação para que a gente tenha de quem cobrar. Hoje nós mapeamos esses conteúdos, identificamos esses anúncios tóxicos e temos pouca margem para fazer algo em relação a isso." disse Luciane Belin, pesquisadora do NetLab UFRJ.




Acesse o relatório


Golpes, Fraudes e Desinformação na Publicidade Digital Abusiva Contra Mulheres
.pdf
Fazer download de PDF • 4.04MB

Opmerkingen


bottom of page