top of page

O papel dos bots sociais no debate ambiental brasileiro: uma análise dos incêndios florestais na Amazônia em 2020 no Twitter



Este artigo examina o uso da propaganda computacional no debate ambiental brasileiro, com foco nas discussões sobre incêndios florestais na Amazônia em 2020 no Twitter. Através do uso de um algoritmo detector de bots e da análise de redes sociais, a pesquisa visa compreender o papel dos bots sociais e até que ponto as contas automatizadas reverberam determinadas posições ideológicas.


O estudo descobriu que as discussões no Twitter eram altamente polarizadas entre apoiadores e críticos do ex-presidente de extrema direita Jair Bolsonaro. Embora a participação de celebridades internacionais no debate tenha aumentado a visibilidade de uma campanha de conscientização da sociedade civil contra os incêndios florestais, também desencadeou um contra-ataque de propaganda computacional por parte dos apoiadores de Bolsonaro.


Nossa análise indica que a reação antiambientalista que visava negar a existência de um problema ambiental na Amazônia brasileira foi fortemente amplificada por relatos automatizados e inautênticos.


 

Como citar: Salles, Débora, Priscila Muniz de Medeiros, Bruno Martins, Lorena Regattieri e Rose Marie Santini. 2024. “O papel dos bots sociais no debate ambiental brasileiro:: uma análise dos incêndios florestais na Amazônia em 2020 no Twitter”. A Revisão Internacional de Ética da Informação 33 (1). Edmonton, Canadá. https://doi.org/10.29173/irie510.



Comments


bottom of page