top of page

UFRJ afirma que Melhem criou rede misógina para atacar denunciantes

Metrópoles - 9 de outubro de 2023



O Ministério Público de São Paulo (MPSP) tem em mãos um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que apontou que Marcius Melhem, ex-diretor de humor da TV Globo réu por assédio sexual, criou uma comunidade virtual de teor misógino para atacar as mulheres que o denunciaram. O estudo identificou um comportamento orquestrado em busca de desmoralizar as denunciantes e até prejudicar campanhas publicitárias com uma de suas acusadoras.


A pesquisa foi produzida pelo Laboratório de Estudos de Internet e Mídias Sociais da UFRJ (NetLab), sob a coordenação das pesquisadoras Marie Santini e Débora Salles. O grupo analisou 77,9 mil posts de redes sociais e reportagens sobre o caso Melhem. Foram coletados conteúdos de sete plataformas: Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, TikTok, WhatsApp e Telegram. O MPSP pediu acesso à íntegra do documento, que foi obtido pela coluna.



Acesse o relatório


Orquestração Multiplataforma da Misoginia (NetLab, 2023)
.pdf
Download PDF • 12.40MB

Comments


bottom of page