top of page
Economia_Animação

Economia Política da Desinformação

A desinformação e a propaganda podem ser compreendidas como atividades econômicas associadas à chamada indústria da influência. O ecossistema de desinformação online depende da precariedade nas condições de produção e regulação da comunicação digital, já que o funcionamento dos sistemas de recomendação e distribuição de conteúdos nas plataformas digitais não apenas permite, como também promove e monetiza conteúdos criminosos de vários tipos, desde que gerem audiência e interações. A falta de mecanismos eficazes na proteção dos usuários faz dessas plataformas ambientes propícios, muitas vezes com incentivos financeiros, para a promoção de golpes, fraudes e diversos tipos de crimes e manipulações.

A publicidade é a base do modelo de negócio das plataformas digitais, e desempenha um papel central na estratégia de campanhas de desinformação permanentes, que utilizam microtargeting, repetição e amplificação de narrativas conspiratórias, negacionistas e hiper partidárias. Tais campanhas podem envolver interações coordenadas entre agentes do setor privado, atores políticos, e organizações da sociedade e do Estado, beneficiando as próprias plataformas e movimentando mercados precarizados de produção dos conteúdos que circulam online.

Nesta linha de pesquisa, buscamos reunir evidências sistemáticas sobre as relações econômicas e políticas que sustentam a indústria da desinformação online. Procuramos contribuir com abordagens críticas e empíricas para responder aos desafios da investigação dessas novas estratégias de propaganda e manipulação. Os projetos desta linha se dedicam a identificar, em campanhas de desinformação, suas fontes de financiamento e monetização de conteúdos em mídias sociais e sites de junk news, os atores e organizações envolvidas, e as táticas de publicidade programática e manipulação comercial das condições sociotécnicas da internet no Brasil.

Estudos em Andamento

EcoJunk: mapeamento dos sites de junk news no ecossistema brasileiro de mídias digitais

O objetivo deste projeto é estudar as estratégias de produção, coordenação e disseminação online de desinformação no Brasil. Para isso, analisamos os aspectos fundamentais da economia política de sites de junk news, como os proprietários, as formas de financiamento e atuação multiplataforma desses portais.

Desinformação anti-imprensa: análise multiplataforma das campanhas de difamação da mídia tradicional no Brasil

Deslegitimar os veículos da mídia tradicional para disputar influência na opinião pública é uma estratégia chave em campanhas de desinformação online, explorando tensões históricas entre imprensa, política e sociedade. Analisamos as principais narrativas, atores envolvidos e impactos deste fenômeno.
 

Financiamento da desinformação online: anúncios pagos e monetização de campanhas de desinformação

Anúncios digitais estão no centro do modelo de negócios das maiores empresas de mídia e tecnologia do mundo. Este projeto analisa as possibilidades e limitações na transparência e auditoria desses conteúdos, e investiga o uso nocivo da publicidade digital para impulsionar golpes, fraudes e campanhas de desinformação.

bottom of page